segunda-feira, 14 de junho de 2010

Crítica - "Quem Me Dera Que Estivesses Aqui"

.
«Iniciei a leitura deste "Quem Me Dera Que Estivesses Aqui" inspirada pelo título sugestivo e guiada pelas críticas muito positivas que tinha lido sobre o romance anterior do autor, "Amor em Minúsculas". Confesso que, a princípio, a descrição da vida sem sentido do personagem principal não me agradou especialmente. A história arrastava-se e não parecia conduzir a lado nenhum. Mas tudo mudou subitamente quando este decide partir e fazer alguma coisa, por mais disparatada que seja! Seguem-se uma série de acontecimentos, tão inesperados como quase desconexos, que me prenderam ao livro por surpresa e curiosidade! Demonstrando mais arte do que inicialmente se poderia suspeitar, o autor consegue unir os acontecimentos em torno de Daniel de forma impressionante, deixando um sorriso rasgado ao longo das últimas páginas a quem tem o livro na mão!


História à parte, há vários pontos que me agradaram especialmente e que gostaria de realçar sobre este livro. Entre eles, estão as várias referências a literatura, cinema e música que o autor vai introduzindo a propósito da história e são verdadeiros doces escondidos. Mais me agradaram as descrições de um Paris pouco turístico, como ainda não conheço e tenho real vontade de conhecer, que fazem do livro quase um guia de pequena jóias escondidas na cidade.

Um romance "disfarçado" que agradará a românticos declarados e aos que não o costumam confessar. Mais filosófico do que possa pensar, este livro vai, com certeza, fazer as delícias de muitos.

P.S.: Apaixonei-me pela capa!»

in Páginas Desfolhadas
.

1 comentário:

Maria Manuel disse...

Podem tb ver a minha opinião no Marcador de Livros sobre este livro: http://marcadordelivros.blogspot.com/2010/06/quem-me-dera-que-estivesses-aqui.html